TOTALITARISMO E AUTORITARISMO


O Movimento Cultural está mudando e com essa mudança a forma como Pierre Logan lê seus artigos também mudou e acompanhando isso, aqui também vamos indicar os artigos de Pierre Logan que são publicados todas as Segundas-Feiras no PanelasPernambuco.com, de outra forma, como agora Pierre não apenas lê seus artigos, como também comenta eles, pegaremos aqui alguns termos mencionados e nos aprofundaremos mais nesses termos. Lembrando que essa leitura será transmitida apenas no nosso Canal do Youtube, então inscreva-se para não perder nada.

Como mudanças sempre são marcadas por algum evento, Pierre escreveu seu texto sobre o próprio Movimento Cultural, um pouco de sua história e trajetória. Durante seus comentário ele abordou os seguintes termos, totalitarismo e autoritarismo, que hoje iremos nos aprofundar e trazer as características para uma realidade atual do Brasil, porque sim, muita coisa desses dois sistemas é usado hoje para controlar o povo, por aqueles que estão no poder.


Totalitarismo:

No dicionário totalitarismo é uma palavra de aplicação política, ideologia/sistema político de governo totalitário que tem como conceito como o homem sendo servo do Estado. Ou seja, no totalitarismo é você que deve servir o Estado, que tem a obrigação de sustentá-lo e de mantê-lo funcionando.

Características

Regime de partido único (e um partido de massas)

Nessa característica, você sempre verá um grande grupo, que tomara todas as decisões em nome do bem do povo, do pobre, da maioria, da minoria, de qualquer um e de todos sem aceitar que outros sejam contrários a ele, ou acusando aqueles que são contrários de perseguição, rebeldia, manipulação, agressão, humilhação e qualquer outra característica que coloque aqueles que lhe são contrários como os vilões e com o objetivo de descredibilizar seus adversários, para que apenas ele seja único regime existente. Com o adversário descredibilizado, apenas as ideias e soluções de um grupo são representadas. Vemos isso acontecer no mundo em guerras e países ditatoriais e vemos isso acontecer no Brasil, com cada vez mais um grupo de aliados se revesando no poder e impedindo uma renovação política, enquanto a oposição se afasta e perde força. Quantas vezes você mesmo ouviu, ou até mesmo pode ter dito que não valia a pena votar na oposição porque era um voto jogado fora. Ou viu as pessoas em que você votou desaparecerem após a eleição, se derrotadas e só ressurgirem próximo a uma nova eleição, enquanto você não se sentia representado por aqueles que estavam no poder.


Centralização dos processos de tomada de decisão no núcleo dirigente do Partido Único

Ou seja, só um Partido decide tudo, se reuni em um grupo para escolher quais são as prioridade e metas a serem alcançadas, sem ouvir ou ter membros contrários a eles na mesa. Em Panelas por exemplo, ouvimos sempre frases como: O grupo de Sérgio se reuniu para… A prefeitura e seus aliados decidiram que…


Burocratização do aparelho estatal(dominação legal)

Nesse ponto se domina os processos legais, dessa forma aqueles processos que deveriam fiscalizar, ou até mesmo punir estão dominados por aqueles que deveriam ser fiscalizados. Também se aumenta a dificuldade de se obter um documento, que pode ou não provar algo contra aquele que está no poder, distanciando o interessado. Assim você aumenta etapas de processos, pede preenchimentos de documentações, ou cria modelos de petições e requerimentos, cada vez mais complexos, com o objetivo de cansar e aumentar a desistência do interessado.


Intensa repressão a dissidentes políticos e ideológicos

Aquele que pensa diferente, ou questiona quem está no poder deve ser parado a todo custo e ter medo e se sentir miserável em tentar discordar daqueles que dominam o poder. Quantas vezes você já viu algumas pessoas serem desrespeitadas, sempre em público, até mesmo na rádio por questionar um erro do governo? Pierre Logan sempre foi o doido até se tornar o Doutor.



Culto à personalidade do(s) líder(es) do Partido e do Estado(dominação carismática)

Criação de um herói, um amigo, um pai, um salvador, um abençoado, tocado por Deus, etc. Alguém especial que se destaca dos demais e isso nunca é real, é só uma ilusão, um ideal, aquilo que todo mundo irá admirar e cada um ao seu modo, dependendo de suas cresças e ideologias. Mas o importante é que ele, ou ela, é diferente e melhor do que qualquer outra coisa que existiu, ou poderá existir e se pensar o contrário é ridículo, porque tudo depende daquela imagem e tudo é essa imagem. Ele sempre será alguém que todos iram gostar e admirar e festejar sua existência e presença independente de que evento ele esteja. Essa imagem geralmente é perpétua e sempre marcada por simbologias e feitos que nunca são reais. Em Panelas temos Sérgio Miranda, no Brasil, já tivemos Lula, Collor, entre outros, e em cada localidade sempre nasce uma nova imagem.


Patriotismo, ufanismo e chauvinismo exacerbados

Essas 3 palavras são sinônimos de um mesmo comportamento, embora cada uma delas seja um evolução de um fanatismo desse comportamento. Mesmo que o Brasil não seja caracterizado por um patriotismo, um amor a pátria e a nação, vemos bastante aqueles que dominam o poder disseminarem um comportamento em seu povo de forma que eles creiam que são o que há de melhor e que os a sua volta, que não estão lá, não são tão prósperos e não entendem como aquilo que você tem é o melhor que pode existir. E nunca é. É só uma farsa que se tenta passar, sendo mais uma vez uma tentativa de se unir a todos uma ideia, que só beneficia quem está no poder. Vemos muitas vezes a xenofobia, a aversão a quem vem de fora, sendo estimulada pelos líderes políticos. Se você não é dali, para os líderes e a parte da população que defende esses líderes, você não pode opinar.


 Intensa presença de propaganda estatal e incentivo ao patriotismo como forma de organização dos trabalhadores

Constante reafirmação de como as coisas vão bem, como tudo prospera e está em constante melhoria, como tudo é melhor do que era sem o governo atual, uma tentativa de unificar todos aqueles que trabalham, para que eles fação isso para Nação e em bem do Estado. Isso pode soar como algo bom, mas não é, lembre-se que quando comecei a falar de totalitarismo disse que o homem servia o Estado. E é isso. Tudo será propagandeado como algo bom e benéfico, o trabalho oferecido vai unir os trabalhadores, mas eles estarão apenas servindo como defensores do Estado. E tudo que parecer bom, que o governo no poder fizer, será intensamente mostrado. Em Panelas e outras regiões de Pernambuco, não ofereceram Concurso Público por anos, para controlar os trabalhadores, em Panelas com contratações ilegais que acabaram gerando multas diárias para a prefeitura.


Censura aos meios de comunicação e expressão

Apenas o Governo tem voz, só ele pode propagar suas ideias, então quem pensa algo contrario não terá espaço. A censura nos regimes totalitários em ditaduras atuais e guerras antigas calou e cala a voz de qualquer meio de comunicação que tente dizer o contrário de quem está no poder. Matando, prendendo e fechando esses meios. Mesmo que não existas prisões, ou mortes, até onde se sabe, já aconteceu de coincidentemente um programa deixar de existir em Panelas e uma rádio desaparecer depois de ter dado voz a Pierre Logan, se teve haver ou não com o fato, bom... estranho foi.


Paranoia social e patrulha ideológica

Hoje em dia, você pode ver esse efeito acontecer nas redes sociais, quando alguém não compartilha alguma coisa por medo que acharem que faça parte de um grupo. Muita gente diz isso para nós do Movimento Cultural, que é a favor do que dissemos, mas que não podem compartilhar o que escrevemos, para garantir seu trabalho, ou não arrumar confusão com alguém, não trazer perseguição a sua família. E essa é uma coisa que vemos em todo país, muito por causa do politicamente correto e a pressão é tão grande, que as pessoas acabam aceitando fingir não pensarem de uma certa forma, para poder não serem perseguidos por suas ideias e pensamentos.



Militarização da sociedade e dos quadros do Partido

Devido a época da Repressão Militar, chamada de Ditadura Militar, no Brasil você pode achar que quando o exército aumenta seu poder é que devemos ter medo, mas o que acontece muito no Brasil é se armar e organizar grupos clandestinos, sem legitimidade legal que estão ali para defender quem está no poder e não a população. É claro que eles vão defender as pessoas as vezes para parecer que estão lá pelo povo, mas sua prioridade é quem está no poder, se tornando exércitos pessoais.


Expansionismo

O expansionismo é o aumento exacerbado do território, isso não é uma característica brasileira. Nossas guerras internas sempre foram separatistas, com a intenção de separar um território do resto do Brasil ou do controle do império e coroa de Portugal. A própria guerra dos Cabanos tinha essa intenção. As guerras separatistas acreditavam que seu território seria mais forte se separando da coroa de Portugal. Até nos envolvemos em algumas guerras que conquistaram território ao Brasil, ou fizeram perdemos território mas essas guerras foram por Portugal, ou separatista que depois tiveram o território anexado ao Brasil, que é o caso do Acre, que foi um levante popular que se separou da Bolívia e virou República por um determinado tempo depois se tornando parte do Brasil.


Busca de um inimigo em comum para justificar o endurecimento do regime

É uma antiga estratégia para unir as pessoas, pode ser uma única figura, ou uma figura abstrata e sem rosto. Como A OPOSIÇÃO.



Autoritarismo:


No dicionário o significado que usaremos é o político, sendo assim, é um Governo ou Sistema político cujo poder está centralizado numa pessoa ou nas mãos de um pequeno grupo que o exerce através do uso excessivo de autoridade; despotismo, exercido de maneira isolada, arbitrária e absoluta.


Características

Exclusividade do exercício do poder

Quando um único grupo estabelece o poder, tendo um líder e todas as questões políticas e de controle da cidade são resolvidas apenas por aquele grupo, sem abrir a oportunidade para a manifestação e participação livre daqueles que se opõem ao poder, temos o autoritarismo sendo praticado. E governos que são autoritários se orgulham de terem decidido todas as ações que envolvem uma cidade. Em Panelas temos Sérgio Miranda como líder do grupo que governa a cidade a anos decidindo tudo que acontece nela. Mas isso não é exclusividade de Panelas. Todos os governos que tem seus coronéis usam do autoritarismo para dominar a cidade.


Arbitrariedades

Uso abusivo do poder pelas autoridades. Decisões que são tomadas sem uma lógica de pensamento para satisfazer a vontade de uma pessoa que controla o poder, ou lidera um grupo que tem esse poder. Pedir um parecer, para impedir a limpeza de uma barragem, que evitaria que as pessoas passassem sede durante o período de seca, é um exemplo de arbitrariedade.


Enfraquecimento dos vínculos jurídicos do poder político

Todo governo que não segue as leis e se julga acima da lei aponta para o autoritarismo, por isso sempre desconfiamos  e observamos se o governo está seguindo a lei, é claro que temos o poder legislativo, que vai estabelecer e modificar as leis, mas essa leis devem passar pelo rituais de aprovação. Se o executivo burla as leis e passa por cima das decisões do judiciário, ou tenta diminuir sua importância. Esse governo está sendo autoritário.


Alteração da legislação institucional criando regras para a auto manutenção do poder.

Como falamos no tópico anterior existem ritos que o legislativo e executivo devem seguir para alterar qualquer lei. Uma característica do autoritarismo e modificar leis e ritos, para que ele seja detentor total da lei e do julgamento dela, para assim se manter mais tempo no poder. Vemos no Brasil projetos de lei que tem essa interpretação e são barrados em votação. E a oposição é importante para que esses projetos sejam vetados. Quando mais pluralidade de pensamentos nas decisões e planejamentos do que acontece em uma cidade, no estado e num país, menos chances de se estabelecer o autoritarismo


Restrição substancial das liberdades públicas e individuais.

O autoritarismo é sobre controle, em vários tópicos veremos isso e para que o  controle seja cada vez maior, se diminui a sua liberdade, você verá ao decorrer das discrições que estamos fazendo dessas características, que todas as suas liberdades são restringidas, seu pensamento, sua locomoção, sua opinião, tudo, seja isso, individual, ou público. Então sempre devemos nos ater aqueles que impedem toda forma de oposição e pensamento contrário. Sempre devemos nos ater a líderes políticos que não gostam de ser contrariados. E não confunda, ou deixem lhe confundir, com não gostarem de insubordinação, mas sim daqueles que já demostram irritação em debater qualquer coisa, até mesmo a possibilidade de realizar qualquer coisa em seu governo diferente do estabelecido ou pensado por ele. Como Sérgio Miranda, que não gostou de ser criticado, nem por seus aliados por aterrar um açude que fornecia água a cidade.


Impulsividade nas decisões

O poder precisa de estratégias e de planejamento, se posicionar tardiamente é ruim, mas se se posicionar sem ter nenhuma ideia de como resolver um problema é tão nocivo quanto não se posicionar. Pegamos um exemplo, o Mirante de Panelas, quando a Cruz e a Capela foram destruídos por uma pessoa com problemas psicológicos que devido ao estado de sua saúde não vamos aqui mencionar, muitas pessoas, como comerciantes locais se candidataram para resolver o problema, mas a prefeitura resolveu dispensar a ajuda subir até o Mirante, tirar umas fotos e dizer que resolveria. Estamos a mais de um ano esperando para isso ser resolvido e até agora nada, a ajuda foi dispensada, numa obra que não custaria muito para ser realizada e o atraso se estabeleceu, a impulsividade em assumir para si a reforma foi só para atrasar a obra.


Agressividade à oposição

Tivemos um exemplo recente disso em Panelas, com a oposição e a população sendo chamada de hienas. Isso também acontece em todo Brasil hoje em dia, vemos pessoas cuspindo e entrando nas vias de fato dentro do congresso, se você assistir a uma votação importante na TV Senado, verá o comportamento de alguns Senadores. Mas não confunda, existe uma diferença entre se fazer oposição e ser agressivo a ela, o debate é sempre bem vindo e só com ele as ideias podem amadurecer. O que caracteriza o autoritarismo é essa agressividade  à oposição, sendo sempre contrário ao debate e a existência de pesamento diferente do grupo, ou líder no poder.


Controle do pensamento

O autoritarismo é contrário que você desenvolva sua mente, que você reflita e aprenda. O objetivo é que você replique algo que lhe foi dito e que isso seja igual ao que todos digam. Seu pensamento tem que ser igual ao do grupo, tem que estar aliado a quem é detentor do poder, como e o que você pensa, deve ser  exatamente o que te mandam pensar. E para que isso funciona se faz a censura às opiniões.


Censura às opiniões

Para que todos tenham o mesmo pensamento se censura toda opinião e ideia contrária, qualquer pensamente diferente é condenado e controlado. Vemos pessoas patrulhando postagens em redes sociais dizendo coisas como:  Alguém como você não pode dizer isso. Essa patrulha é realizada também em lugares público e de conviveu social. O politicamente correto é usado hoje como forma de se censurar as ideias também. Num exemplo como em cidades pequenas é normal quando alguém faz uma crítica a algum mau feito da prefeitura, uma outra pessoa aparecer, as vezes até o prefeito do local, dizendo que você não está informado, não é de lá, ou trabalha lá e não pode dizer algo assim, etc. Independente do que usem como desculpa para tal, é só para te censurar e te manter calado.


Cerceamento das liberdades individuais, de pensamento, religiosas e de imprensa

Veja que cada característica do autoritarismo é sobre seu controle, até mesmo em respeito a sua individualidade. O que você sabe e recebe de informação pela imprensa, também é controlado. Assim como a religião estabelecida. Em questões de impressa, hoje vemos no Brasil uma grande massa de notícias que são alinhadas a apenas uma forma de pensamento. Em Panelas vemos por exemplo, que não há uma imprensa que se posicione contrária a Prefeitura e pior a Imprensa existente fingi ser imparcial.


Cerceamento das liberdades de movimentação

Regimes autoritários restringem a locomoção de sua população, criam toques de recolher e acabam com a liberdade  de ir e vir. Sempre conseguimos ver quando as coisas já chegaram em nível de completo controle, mas não vemos as coisas começando, sempre é bom se ater para planos que dificultem as pessoas a se locomoverem entre as cidades e até mesmo deixarem o país.


Emprego de métodos ditatoriais e compulsórios de controle político e social

Pegue todas essas ditaduras que já conhecemos, veja seus métodos, todas as características desses dois sistemas que descrevemos aqui. Todas elas serão estabelecidas sem debate, com total controle de uma única pessoa, ou um único grupo, que decidirá colocar seus métodos em ação e que isso se cumpra sem que qualquer pessoa possa questionar, tanto de forma política quanto de forma social.


Vimos aqui as características do totalitarismo e autoritarismo, estabelecemos pontos desses sistemas políticos que tem aparecido no Brasil, isso tudo para ficarmos de olho em todo líder com essas características, elas são controladoras e evitam que você pense e se desenvolva. Já causaram miséria e destruição na história do nosso mundo e não devemos deixar crie forças em nosso país, estado e cidade. Hoje temos ditaduras que usam essas características, governos estaduais e cidade pequenas, quanto mais soubermos e conhecermos suas formas de agir, melhor estaremos preparado para obter a liberdade. Então estude, leia o máximo que puder, o quanto mais conseguir se aprofundar no assunto melhor. Porque ao contrário desses sistemas, o Movimento Cultural quer que você seja livre.



Por Alice Drake


Comentários