FRASES

PAULO CÂMARA, UM PROBLEMA COM PROMESSAS - CONCURSO ANUAIS PARA PM



Quando estava para ter as eleições, fiz uma série de levantamentos de promessas não cumpridas por Paulo Câmara, já que ele não cumpriu a maioria do que prometerá realizar em seu primeiro mandado, vide promessa de passagem de ônibus com tarifa única a R$ 2,15 reais que nunca aconteceu. Pelo que pareceu em seu histórico de primeiro mandato suas promessas não são bem pensadas de acordo com a capacidade financeira do estado, ele promete sem pensar no custo da realização dessas promessas.

Agora ele anunciou que vai chamar 500 policias do concurso público, ao mesmo tempo que informou que não há previsões para um novo concurso na segurança para esse ano, isso porque segundo ele está acima do limite prudencial, o limite prudencial é 46,55% de receita líquida com gastos de servidores, segundo a legislação. 

Segundo Ivanildo Maranhão, Comandante Geral da PM, hoje o estado tem 18.900 PMs na ativa e o ideal seria 26 mil. Além disso, ele afirmou que o número de 500 policias seria apenas uma reposição e não um reforço, já que saem certa de 400 policias da ativa por ano.

Em 2017 Paulo Câmara prometeu que faria Concurso Público para segurança todos os anos, durante a candidatura para seu segundo mandado confirmou que haveriam concursos públicos para segurança todos os anos, no começo de seu segundo mandato ele confirmou essa promessa em entrevista. 

Paulo Câmara era o governador anterior, então deveria saber a quantidade de servidores existentes em Pernambuco, não tem como ele dizer que ficou surpreso, mas não disse até agora que o ano de 2019 não haveria esse concurso, que desmentiria sua promessa. Além disso, a espera pra convocação do Curso de Formação para agora, já deixa mais claro que ele sabia que esse  Concurso Público não teria como ser realizado esse ano. Vejamos então o porquê.

Em termos práticos e legais a validade do Concurso Público em seu edital já foi divulgada com o prazo de 2 anos. Independente disso, poderia se chamar novo concurso mesmo essE prazo de validade não se cumprido, apenas no caso desse concurso ter sido finalizado.



Contudo o Curso de Formação tem prazo de 6 meses e começará 1 de Julho de 2019. Não se pode fazer novo concurso, em iguais condições, enquanto não houver conclusão do primeiro. E o edital deixa claro que o Curso de Formação faz parte do Concurso Público. Sendo assim, a data escolhida para início do Curso de Formação já deixa legalmente impossibilitado a realização de um novo, igual a esse, ainda esse ano.


  
Para concluir repito o que já tinha dito em época de eleição, Paulo Câmara não mede a possibilidade do cumprimento de suas promessas, por isso não as cumpri. E isso se reflete na sua capacidade administrativa. Durante as eleições avisamos que ele não era um bom cumpridor de promessas e ele já iniciou demostrando que não teve melhoras. Claro que sempre esperamos que as pessoas melhorem, que as coisas melhorem no pais, nos estados, nos municípios em que vivemos, ou gostariam de viver e em todos os outros. Mas foi a falta de fiscalização que colocou nosso país aonde está.  E se Paulo Câmara já vem apresentado os mesmos problemas do passado, ele prova que não melhorou. Façamos memória, para se ele quiser ainda estar na vida pública. E vamos precisar, para que ele e nenhum político, pensem que podem falar o que quiserem sem se comprometerem com seus patrões. Que somos nós cidadãos.

Por Alice Drake


Enviar um comentário

0 Comentários